Chá, a pedida do inverno

572

 

Os chás vêm conquistando cada vez mais o seu espaço nos cuidados com a saúde dos esportistas e é no inverno que ele ganha mais força. Seja no começo, durante ou no fim de um longo dia, essa bebida quente pode servir para nos trazer energia, acalmar os nervos, facilitar o funcionamento do nosso organismo e até curar doenças.

image

Segundo a medicina oriental Ayurveda, a água quente, quando ingerida, exerce a função de levar substâncias benéficas para nosso organismo, além de eliminar toxinas do mesmo. Sendo assim, quando tomamos chás, facilitamos o fluxo de Prana, a energia vital, pelo nosso corpo, revigorando-nos.

Existem os mais variados tipos de chás. Acredita-se que o hábito de colocar folhas em água fervente surgiu na China e se espalhou pela Europa, ganhando força e uma longa história na Inglaterra. Aos poucos foi se difundindo pela América do Norte e Austrália.

image

Hoje, o chá é usado em tratamentos para desintoxicar o corpo, auxiliar na recuperação de uma gripe ou problemas respiratórios e até para curar infecções. Sem contar que, cai super bem naquela noite de inverno em frente a lareira ou debaixo do cobertor.

Para enfrentar a estação mais fria do ano, existem alguns chazinhos especiais que ajudam a manter o corpo aquecido e o metabolismo em ordem. Ervas e especiarias picantes como gengibre, cardamono, manjericão, canela e camomila são os escolhidos para a noite, pois aquecem o corpo e, por serem livres de cafeína não tiram o sono. Uma dica de variação é: misturar mel e/ou meio limão à sua bebida já pronta, dando um toque especial ao sabor.

image

Já pela manhã, a famosa e saborosa bebida quente indiana chamada Tchai, traz energia e disposição para um longo dia de trabalho e criação. Em sua mistura coloca-se leite, água, canela, cravo, gengibre, cardamono e opcionalmente, o chá preto (cafeína).

image

Algumas dicas para o preparo de chás em geral:

– Se forem utilizadas folhas frescas, lave-as em água corrente.

– Evitar misturar mais do que três tipo diferentes de plantas medicinais no chá.

– Não tome o chá junto das refeições, e sim uma hora antes ou depois no mínimo.

– Nunca ferva as folhas das ervas, acrescente as folhas apenas no final e deixe a mistura abafada de 3 a 5 minutos.

– Somente os chás feitos com raízes e pedaços de madeiras podem ser fervidos.

– Substitua o açúcar por mel e/ou limão

image

Bom proveito!

Por Paula Sgarbi

Fotos: reprodução