Melhore sua performance esportiva com exercícios aeróbicos

689

 

Seja qual for a sua praia ou a altura da sua onda, saiba que a sua performance esportiva pode melhorar. Basta você ter em mente que, além do seu esporte preferido ou treinamento primário que pode ser o surf, wakeboard, stand-up-paddle, vôlei de praia ou futebol de areia, é importante que você pratique exercícios resistidos, ou treinamento secundário como yôga, ginástica funcional, musculação ou pilates. Além disso, é fundamental incluir no seu treino semanal, atividades que exercitem o seu sistema cardiorrespiratório, como corrida, natação ou ciclismo. É o que explica a educadora física e treinadora de atletas profissionais e amadores, Bita Lapertosa.

Resumindo, se você é uma atleta de wakeboard ou surf, por exemplo, é certo que durante a prática da atividade você precise ter força muscular para suportar os impactos das manobras nas articulações do seu corpo, mas precisa também, estar com o seu pulmão e o seu coração funcionando direito para manter o nível desejado na sua performance.

Os exercícios aeróbicos são aqueles que aumentam o consumo de oxigênio e a frequência cardíaca durante sua prática. São exercícios contínuos de longa duração com baixa ou moderada intensidade.

Em relação à corrida, Bita explica que o volume recomendado para se ter bons resultados deve ser de, no mínimo, três vezes por semana, de 30 a 40 minutos. Já a intensidade, depende de cada pessoa, mas vá se acostumando, ficar ofegante durante a prática faz parte do treinamento aeróbico. Se você preferir a natação, anote os números: três vezes por semana, entre 1.000 e 1.500 metros. Já no ciclismo, você pode trabalhar com a ideia de praticá-lo três vezes por semana durante uma hora, no mínimo. Se optar pelo spinning (ciclismo indoor), uma aula de 45 minutos é o suficiente, já que o esforço é maior.

O exercício aeróbico auxilia o atleta na queima de gordura, ajudando-o a atingir o peso ideal para a prática do esporte. Aumenta a resistência à fadiga, melhorando a performance durante a prática, já que fortalece a capacidade pulmonar e cardíaca. Atua diretamente no fortalecimento do sistema imunológico. É também um santo remédio para tratar o estresse, a ansiedade e consequentemente, vai melhorar o humor e a qualidade do sono devido a produção da serotonina, um neurotransmissor poderoso.

Mas atenção, Bita ressalta que a escolha da atividade aeróbica ou treinamento secundário deve levar em conta a afinidade que o praticante tem com aquele exercício, para que o mesmo não se torne uma obrigação. Variar na prática da atividade aeróbica, já que ela não é o objetivo final, também pode ser uma boa saída para se manter estimulado. Além do mais, o atleta deve ficar atento ao seu estado mental. “Se a pessoa não está com cabeça, concentrada na prática, não espere algo positivo.” Portanto, agora você já sabe o segredo para o sucesso no seu esporte preferido. A receita é simples: mente equilibrada mais corpo alinhado e fortalecido. Boa sorte!

Por Juliana Franqueira

Fotos: divulgação