Pisca pisca dos mares

189

 

Alguém aí já ouviu falar sobre Bioluminescência? Provavelmente você já deve ter visto vídeos ou fotos de praias com pontinhos reluzentes na areia e nas ondas. Pois é, parece Photoshop, mas não é! São os chamados seres bioluminescentes!

Bioluminescência é a palavra derivada do grego “bios”, que significa “vida”, e do latim “lumen”, que significa “luz”; é a produção e emissão de luz por um organismo vivo.

Recentemente, um estudo publicado na revista científica Nature (04/04/2017) relatou que aproximadamente 76% dos organismos marinhos emitem luz. Sim! Na escuridão das profundezas marinhas (que têm em média 4 km de profundidade) existe um mundo de muito brilho ! São animais de diferentes grupos, como peixes, águas-vivas, lulas, anelídeos, entre outros.

Considerando que o oceano profundo é o maior habitat da Terra por volume, a bioluminescência pode certamente ser considerada um traço ecológico majoritário no planeta;

Existem várias funções para um organismo emitir luz, pode ser para comunicação, defesa e ataque (atrair presas) com outros organismos.
Eu mesma já tive duas incríveis oportunidades de nadar com as queridas noctilucas (dinoflagelados arredondados que brilham e muito no escuro!), nas praias de Pontal do Sul – PR e de Ubatuba – SP. É mágico!

Que tal dar um passeio pela praia à noite e experimentar essa sensação? Nossos mares são mágicos e há um mundo lá embaixo em que o ser humano ainda conhece pouco, mas é diverso e cheio de surpresas!

Um vídeo de Puerto Rico para você sentir um pouco da sensação de encontrar organismos bioluminescentes:

Se quer saber mais, clica aqui 😉

Enjoy!
Viva os nossos mares!

Por Bia Mafemo

Fotos: Reprodução