Próxima parada: Paraíso

710

 

Imagine essa cena: Na tela do computador, aquele papel de parede com uma paisagem maravilhosa de mar azul-transparente, areia branca, coqueiros… Você, em frente à tela, sonhando acordada. Pensa como seria se tele-transportar para dentro desta paisagem. Em um piscar de olhos estar em uma água salgada quase morna com peixinhos coloridos nadando ao seu lado.

image

A verdade é que você nunca vai chegar lá em um piscar de olhos. Mas, de algum jeito, você chega. Esse ‘piscar de olhos’ demora em torno de 24 horas de avião, com escala em algum país do Oriente Médio, mais uma hora de barco, somados ao fuso de 12 horas para frente. E o paraíso tem nome: Maldivas. image

O país asiático de mil ilhas, faz parte do Oceano Índico abaixo da Índia e Sri Lanka. Entre as suas 1.196 ilhas, apenas 203 são habitadas. Seus atóis paradisíacos são feitos de coral de recife e uma fina areia branquíssima. Além de possuir esse cenário de sonho, as Maldivas tem o recorde mundial de ser o país com a mais baixa altitude do mundo: o ponto mais alto está a pouco mais de 2 metros do nível do mar. A capital, Malé, está a 90 centímetros, onde vivem 100 mil pessoas a base da pesca e do turismo. A abundância de vida marinha, com mais de 2000 espécies de peixe, é um convite especial para passar horas e horas dentro d’água.imageO país é destino certo para quem busca paz, natureza, calor e ondas perfeitas. Diferente das ondas da Indonésia, as bancadas das Madivas são mais fundas e “amigáveis”, por isso mais tranquilas para surfar, sem oferecer nem muito perigo na queda, nem ondas muito fortes. Esquerdas e direitas quebram lisas espalhadas pelos atóis, com acesso somente por barco. Em alguns Resorts, os hóspedes podem desfrutar de ondas que quebram especialmente naquela ilha, onde nenhum barco – que não seja do hotel – pode parar.

imageA temporada de ondas se assemelha à Indonésia, de abril a outubro, com os maiores swells entre junho e setembro. Tem onda para todos os gostos, desde picos mais fáceis e suaves até ondas rápidas e tubulares. As mais conhecidas são Sultans, Honkys, Ninjas, Chickens, Jailsbreaks e Cokes. Os Resorts Lohisfushi e Dhonveli possuem ondas exclusivas aos hóspedes, além de aceitar somente 30 surfistas por vez, o que evita crowd.imageAgora, imagine-se surfando uma onda perfeita, para depois tomar aquele banho de banheira, passear entre as flores da ilha, e por fim, degustar peixes frescos que acabaram de sair do mesmo mar que você. São dias de alegria!

imageSonhar é bom. Realizar um sonho é melhor ainda. Maldivas esteve por muito tempo na minha lista dos “Lugares que Quero Ir”, e agora está na minha lista dos “Lugares que Preciso Voltar”.

image

Por Bartira Bejarano

Fotos: arquivo pessoal